Cenas literárias. Textos cenográficos. Relações improváveis entre futebol e culturas inúteis. Ou mera imaginação.

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Decadance avec elegance


A França é mesmo um time filho da puta. É uma seleção que promove grandes expectativas e grandes decepções. Às vezes decadente, às vezes elegante. Como num revezamento.

Em 1998 foi campeã em casa vencendo o Brasil. Uma glória e tanto para uma seleção. Em 2002, não marcou nenhum gol. NENHUM GOL! Em 2006, vai pra final e perde no último instante. A de 2010 é absolutamente irreconhecível.

A de 2010 tem um ar preguiçoso, sonso. O olhar dos jogadores franceses expressa uma espécie de indiferença. Eles correm e executam as suas funções em campo, mas há uma certa frieza no cumprimento de uma missão que deveria ser encarada com emoção.

Chego até a achar que isso é falta de civismo.

...

Em tempo: O México é uma boa surpresa e vai para a segunda fase. Com direito a gol do veteraníssimo Blanco, 37 anos de idade e 3 copas do mundo (1998, 2002, 2010). Provavelmente o melhor jogador mexicano dos últimos 20 anos.

3 comentários:

  1. Sinceramente... acho é pouco pra França. Bem feito! Agora só falta a Argentina rodar na pista, pisar no tomate... e o Brasil melhorar, claro!

    ResponderExcluir
  2. melhor impossivél ....fora gambás.

    ResponderExcluir